assinar a newsletter

Filtrar:


...AINDA ASSIM, FLUTUANTE CAIÇARA...

RODRIGO BIVAR
27 . abr . 2012  -  22 . mai . 2012 , Galeria Millan
abertura 26 . abr . 2012, 20h - 23h
seg - sex, 10h - 19h; sab, 11h - 17h
  • Rb_5041_200x300_2012_edouard_fraipont
  • Rb_5040_200x250_2012_edouard_fraipont
  • Rb_4608_70x90_2011_edouard_fraipont
  • Rb_4626_70x50_2011_edouard_fraipont
  • Rb_4937_250x200_2012_edouard_fraipont
  • Rb_4938_230x200_2012_edouard_fraipont
  • Rb_4941_200x250_2012_edouard_fraipont

Para intitular sua exposição individual na Galeria Millan, o pintor Rodrigo Bivar recorreu a ukiyo-e, uma modalidade da gravura japonesa cuja tradução literal seria “retratos do mundo flutuante”. A mostra, composta por oito pinturas a óleo sobre tela, foi, pela relação temática com as imagens nipônicas, batizada de ...ainda assim, flutuante caiçara...

Se antes as pinturas de Rodrigo Bivar despertavam um curioso estranhamento e remetiam à ficção, agora elas evocam uma sensação de familiaridade – seja pelas cenas representadas, seja por sua relação com a história da arte. Nas novas pinturas, o artista congela instantes ordinários do mundo instável. São momentos aleatórios de um dia qualquer, que têm em comum o local que os abriga (as praias de Ubatuba, litoral norte de São Paulo).

O olhar do artista viajante se faz presente em toda a exposição, principalmente na pintura Sem título (Marc Ferrez), em que Bivar pinta uma das paisagens do fotógrafo que mais contribuiu para o registro do Brasil do século XIX. A obra atua como guia e praticamente assume o papel de texto curatorial da mostra, cujas cenas e paisagens deixam transparecer o olhar sempre interessado do artista, ainda portador daquela curiosidade que o hábito tende a cegar.

Ao observar o conjunto da mostra, o elo entre as obras torna-se o protagonista: a paisagem. Nas cenas representadas, a figura humana aparece em harmonia com o ambiente, e suas atitudes – mexer em gravetos, analisar um mapa – são condicionadas por ele. Cada obra representa um todo, em que um elemento remete ao que está ao seu lado, sem diferenciação hierárquica entre os planos. Por sua vez, cada pintura relaciona-se com todas as demais, também em igual ordem de importância. ...ainda assim, flutuante caiçara... apresenta-se, então, como um perfeito sistema pascaliano, sendo impossível conhecer suas partes sem conhecer o todo, e impossível conhecer o todo sem conhecer cada uma das partes.

Baixar baixar release
1 2 9 10 11 12 13 14 15 17 próximos     Seta-topo     voltar ao topo
rua fradique coutinho, 1360 são paulo, sp brasil 05416-001 | tel/fax +55 11 3031 6007
Agencia-digital-d2b-comunicacao