assinar a newsletter

Filtrar:


LA MÉCANIQUE DES FEMMES 2

MIGUEL RIO BRANCO
17 . out . 2012  -  14 . nov . 2012 , Galeria Millan
abertura 16 . out . 2012, 20h - 23h
seg – sex, 10h – 19h; sáb, 11h – 17h
  • Cinelandia2_copy
  • Trix_contact_3rd_street
  • 74ra
  • 02
  • Macdo

Para nomear sua individual na Galeria Millan, Rio Branco empresta do escritor francês Louis Calaferte o título de um de seus mais célebres romances, La mécanique des femmes. Na obra literária, desenvolvida ao redor do trinômio sexo, religião e morte, o narrador masculino busca se colocar na pele de uma mulher para compreender as manifestações sexuais e eróticas especificamente femininas. Na exposição de Rio Branco, vemos diversas investidas do artista sobre a questão do feminino e da sensualidade, temas recorrentes em sua produção.

O piso superior da Galeria é ocupado por uma grande peça ambiental, composta por máquinas industriais e uma projeção de vídeo. Já no térreo, além de fotografias e pinturas sobre tela, serão montadas as mesas de luz com construções com transparências onde o artista observa seus cromos, revisita fotos antigas e recentes, descobrindo possíveis conexões e correlações de imagens para suas sequências fotográficas, assemblages ou painéis. Outros objetos de trabalho também estarão dispostos pelo espaço expositivo, montado como um quebra-cabeça, junção inusitada de elementos distintos, porém não desconexos, à semelhança da própria lógica de criação do artista.

Nesta exposição, como em suas mostras recentes, Miguel Rio Branco não realiza um recorte temporal de seus trabalhos ou os aglutina em construções poéticas. Ao contrário, ao criar no espaço expositivo um ambiente semelhante a um ateliê, propõe a vivência de um lugar de experiências e montagens, de conexões entre imagens, texturas e objetos. A aglutinação e justaposição são, afinal, algumas das formas de criação de significados a que o artista recorre, especialmente em seus painéis e instalações audiovisuais. Através de conexões que vão além do óbvio, Rio Branco ultrapassa relações lógicas entre os elementos, une realidades díspares e força o olhar indiferente a de fato ver.

Baixar baixar release
É O QUE É

ANNA MARIA MAIOLINO
03 . set . 2012  -  06 . out . 2012 , Galeria Millan
abertura 01 . set . 2012, 11h - 17h
seg - sex, 10h - 19h; sáb, 11h - 17h
  • _mg_0234
  • _mg_0202
  • _mg_0209
  • _mg_0212
  • _mg_0221
  • _mg_0215
  • _mg_0264
  • _mg_0237
  • _mg_0241
  • _mg_0238

Anna Maria Maiolino intitulou sua obra apresentada na atual dOCUMENTA 13 de Here  & There (Aqui e Lá): dois advérbios que meramente apontam ao público sua instalação  ocupando vários espaços de uma casa juntamente com o jardim. O título não oferece nenhuma interpretação a priori que possa vir a contaminar a experiência direta do público em contato com a obra.

Para sua individual na Galeria Millan, o título escolhido foi É O QUE É. Mais uma vez, a artista apenas indica os trabalhos. A exposição é composta por obras realizadas em diferentes suportes e técnicas: esculturas moldadas em gesso da série Entre o dentro e o fora, objetos de parede moldados em cimento da série Novos ausentes, obras realizadas em cerâmica Raku, desenhos, fotografias e vídeos.

Em memorial poético sobre a mostra, a artista afirma: “Esta exposição apresenta obras realizadas entre os anos 2005 e 2012, através de diversas mídias, técnicas. O título É O QUE É somente indica as obras sem elucidá-las, enfatizando as presenças poéticas. É O QUE É sublinha a possibilidade do real se instaurar a partir das ideias no uso de um corpo de sentidos articulado na diversidade das técnicas. As obras oferecem metáforas que se fundamentam na experiência, adquirindo essência e significados. A palavra técnica se origina do verbo grego tíkto, que no seu sentido mais amplo significa: ‘trazer ao mundo’. Logo, é na experiência que o artista enfatiza a ousadia do viver”.

Junto ao vernissage, acontece o lançamento do livreto Eu sou eu, publicação do poema que integra a instalação da artista na dOCUMENTA 13.

Baixar baixar release
REALIDADE LÍQUIDA

HENRIQUE OLIVEIRA
20 . jul . 2012  -  18 . ago . 2012 , Galeria Millan
abertura 19 . jul . 2012, 20h - 23h
seg – sex, 10h – 19h; sáb, 11h – 17h
  • _mg_0584
  • _mg_0555
  • _mg_0566
  • _mg_0544
  • _mg_0494
  • _mg_0593
  • _mg_0629
  • _mg_0643
  • _mg_0609
  • _mg_0620

Em uma entrevista de 2009, Henrique Oliveira situava seu trabalho entre as categorias de pintura, arquitetura e escultura e afirmava tratar-se sempre de “criar tensão no espaço”. Essa busca pelos limites do espaço e por, através de sua exploração, provocar a percepção espacial do público (talvez até mesmo incomodá-la, já que impulsiona todo o corpo do visitante para fora de sua zona de conforto) atinge uma nova etapa na exposição Realidade Líquida, apresentada na Galeria Millan a partir de 19 de julho.

Henrique preenche o espaço expositivo da Galeria de vazio. As paredes, o teto e o piso são os mesmos de sempre, porém completamente deformados pela interferência do artista: os planos, amolecidos, convergem para uma perspectiva quase alucinógena. Se, por um lado, não há nada para se ver, a ruptura com a sensação de familiaridade do espaço é um convite a uma mudança na percepção espacial: não há uma obra no sentido canônico do termo, mas há uma forte presença no espaço, como algo que poderia estar por trás das paredes, prestes a rompê-las, ou como o resultado de um inexplicável fenômeno de estranhos resultados.

O segundo piso da Galeria acolhe a escultura Condensação, composta por um bloco de onze colchões justapostos na posição vertical. O interior deste bloco foi escavado, e seu estofamento, retirado e agrupado na forma de uma nuvem que flutua dentro da cavidade. Além de aludir ao fenômeno físico da condensação do vapor d’água em nuvens de chuva, o título da obra se refere também ao termo usado por Sigmund Freud (A Interpretação dos Sonhos) para nomear um processo psíquico comum nas narrativas oníricas de seus pacientes – processo através do qual uma única imagem aparece carregada de uma pluralidade de significações simultâneas.

Baixar baixar release
rua fradique coutinho, 1360 são paulo, sp brasil 05416-001 | tel/fax +55 11 3031 6007
Agencia-digital-d2b-comunicacao