assinar a newsletter

THIAGO ROCHA PITTA

obras       currículo       textos críticos


9128

(Tiradentes / MG, 1980) A prática diversificada de Rocha Pitta está conectada a uma fascinação profunda com as sutis transformações do seu entorno — a lenta erosão e alteração da areia do deserto, a descida de uma neblina e as flutuações de formações subaquáticas. Suas instalações, vídeos e pinturas têm capturado a vibração de um planeta vivo por meio do treinamento do olhar do observador acerca das lentas transformações materiais, as progressões físicas de minúsculas partículas de um território e as alterações repentinas do tempo.

Foi vencedor dos prêmios Marcantonio Vilaça, Brasil (2005) e Open Your Mind Award, Suíça (2009). Em 2011, foi um dos finalistas do prêmio EFG Bank & ArtNexus Acquisition Award Nomination. Em 2014, participou do programa de residência artística Circulating AiR, organizado pela Stiftelsen 3,14, Noruega.

O artista apresentou mostras individuais no Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil (2002); Arts Initiative Tokyo, Tóquio, Japão (2008); Meyer Riegger, Karlsruhe, Alemanha (2009); Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil (2010); Projeto Solo na ARCO, Madri, Espanha (2011); Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil (2011); Andersen’s Contemporary, Copenhague, Dinamarca (2012); Igreja Santa Maria Incoronata e Gluck50 Gallery, ambas em Milão, Itália (2013); Galeria Millan, São Paulo, Brasil (2014) e Marianne Boesky Gallery, Nova York, EUA (2017), entre outras.

Exposições coletivas importantes incluem: J’en Rêve at Fondation Cartier pour L’art Contemporain, Paris, França (2005); A Time Frame, PS1-MoMa, Nova York, EUA (2006); Nova Arte Nova, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil (2008); The Travelling Show, Galería Fundación/Colección Jumex, Cidade do México, México (2009); 30ª Bienal de São Paulo, Brasil e The Garden of Forking Paths Sculpture Project, Migros Museum Für Gegenwartskunst, Zurique, Suíça (2012). Também participou da 5ª e 9ª edições da Bienal do Mercosul, Porto Alegre, Brasil (2005 e 2013). 

Suas obras integram as seguintes coleções públicas: MoMA PS1, Nova York, EUA; Maison Européene de la Photographie, Paris, França; Hara Museum, Tóquio, Japão; Patricia Pelphs de Cisneros, Nova York, EUA; Colección Jumex, Cidade do México, México; Museu de Arte Moderna de 






rua fradique coutinho, 1360 são paulo, sp brasil 05416-001 | tel/fax +55 11 3031 6007
Agencia-digital-d2b-comunicacao