assinar a newsletter

ARTUR BARRIO

obras       currículo       textos críticos


Ab_6688_58x40cm_1974

(Porto / Portugal, 1945) Radicado no Brasil desde 1955, Artur Barrio é um artista multimídia, defensor da arte efêmera e contestatória. O artista embarca na cena nacional nos anos 1960, em meio ao frenesi em torno da arte experimental que marcava a produção do período, e estabelece um novo paradigma ao direcionar sua prática transgressora para a ruptura radical da obra monolítica e dissociada da vida. O artista leva a experiência marginal, a exploração da percepção e a dilatação da capacidade sensorial aos seus limites por meio de ações que se inserem dentro do campo do “terrorismo poético” para fazer eclodir o olhar tradicional e a mentalidade burguesa. Ele estabelece uma rede de atos, ideias e comportamentos — documentados em filmes e fotografias — que enfrentam o modo normativo, os nexos causais, revolvendo os hábitos para impregnar o espectador de perplexidade. Materiais orgânicos como papel higiênico, dejetos humanos, sangue e ossos são comuns em seu trabalho e evidenciam seu intento em jogar a arte ao ponto terminal de seu destino: a rua, o esgoto e o lixo. Realizou exposições individuais na Galeria Millan, São Paulo, Brasil (2017, 2014, 2008 e 1986); Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto, Portugal (2012); Museo Tamayo, Cidade do México, México (2008); Fonds Régional d'Art Contemporian Provence-Alpes-Côte D’Azur, Marselha e Palais de Tokyo, Paris, França (2005); Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil (2001 e 1982); Museu de Arte Contemporânea de Niterói, Brasil (1998), entre outras. Foi vencedor do Prêmio Velázquez, em 2011, e único representante do Brasil na 54a Biennale di Venezia, Itália, no mesmo ano. Participou de dezenas de exposições coletivas incluindo a Bienal de São Paulo, Brasil (2013, 2010, 2004, 1998, 1996, 1994, 1985, 1983 e 1981); a mostra Insurrecciones/ Uprisings, Museu Nacional da Catalunha, Barcelona, Espanha e Memories of Underdevelopment, Museum of Contemporary Art San Diego, California, EUA (2017); Soulèvements/Uprisings, Jeu de Paume, Paris, França (2016); Imagine Brazil – Artists Books, Musee d'art contemporain de Lyon, França (2014); America Latina 1960–2013, Fondation Cartier pour l’art Contemporain, Paris, França (2013); Artists Hands Project, Stedelijk Museum Voor Actuele Kunst, Gent, Bélgica (2008); Inverted Utopias: Avant-Garde Art in Latin America, Museum of Fine Arts, Houston, EUA (2004); dOCUMENTA, Kassel, Alemanha (2002); De L’adversité, nous vivons, Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris, França (2001), entre outras. Suas obras integram importantes coleções públicas no Brasil — Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Pinacoteca do Estado de São Paulo e Inhotim, Minas Gerais — e no exterior, como o Musée d' Art Moderne de la Ville de Paris e Centre Pompidou, França; S.M.A.K Stedelijk Museum Voor Actuele Kunst, Gent, Bélgica; MoMA – Museum of Modern Art, Nova York, EUA, entre outros.

http://www.arturbarrio-trabalhos.blogspot.com.br/




rua fradique coutinho, 1360 são paulo, sp brasil 05416-001 | tel/fax +55 11 3031 6007
Agencia-digital-d2b-comunicacao